Três restaurantes em Brotas

Brotas é conhecida por suas atividades de aventura, com destaque para o rafting. Na minha última viagem à cidade (agosto/2017), entre uma trilha e outra, descobri ótimos restaurantes, cada um com seu perfil, e com preços justos. Já que comi muito bem, resolvi fazer um post especial sobre eles.

Massa artesanal preparada diariamente no Restaurante Bistrô Casa de La Sierra

Restaurante e Bistrô Casa de La Sierra – chef da Le Cordon Bleu no comando

Era minha segunda vez em Brotas, já tinha experimentado muitos pratos do destino quando fui ao Brotas Gourmet, festival gastronômico que ocorre anualmente na cidade. Rodrigo, meu noivo, já tinha ido várias vezes ao lugar com amigos. Apesar de sabermos que a cidade oferece boas opções de restaurantes, talvez por preconceito nosso, não esperávamos encontrar por lá um chef formado pela escola francesa Le Cordon Bleu, ícone mundial na gastronomia.

Ficamos hospedados na Pousada das Nascentes e, ao lado, está o Restaurante e Bistrô Casa de la Sierra. Na programação estava o jantar no local, de aparência simples e romântica. Ao entrar, fomos recebidos pelo Chef André Ávila, responsável pela grande surpresa da nossa noite. Simpático, ele nos contou que desistiu de outra profissão e, por amor à gastronomia, largou tudo e foi estudar na renomada Le Cordon Bleu de Paris. Depois, ainda arrematou alguns cursos na Accademia Italiana Della Coccina, na Itália.

Tubarão acompanhado de mariscos, as flores são comestíveis

Para nos surpreender ainda mais, André ofereceu tubarão. Eu não gosto de peixes, então, apenas Rodrigo aceitou. É um prato que ainda não está disponível, mas que ele o chef planeja colocar no cardápio novo, foi um teste. Eu escolhi a massa “A moda della nonna Edna” (R$ 45), um talharim tipicamente italiano, servido com alho-poró, lâminas de bacon e molho gorgonzola.

Rodrigo estava entusiasmado para comer o tubarão. No prato dele veio, ainda, mariscos. Ele achou que estavam perfeitos, depois descobrimos que todos os frutos do mar usados por André são importados do Chile, país no qual ele fez uma especialização no tema no Instituto Santa Maria. O meu macarrão era totalmente artesanal e o chef me explicou que ele mesmo faz a massa diariamente. Os pratos eram generosos, eu nem consegui comer todo o meu, e olha que eu como bastante.

André abriu o restaurante em janeiro (2017). Nele, é servido o café da manhã da Pousada das Nascentes. Para almoço, o local funciona como uma “costelaria”, sendo que a estrela é a costela preparada pelo chef André, que demora horas para ficar pronta. O cliente pode escolher os acompanhamentos. Apenas no jantar que o cardápio do bistrô entra em ação.

Com o chef André, o restaurante também serve o café da manhã da Pousada das Nascentes

No cardápio do bistrô, podemos perceber um pouquinho de cada escola de gastronomia pelas quais André passou, como a italiana, em suas massas e risotos, a francesa com pratos como Coq Au Vin, a chilena, com seus frutos do mar e a argentina, em suas carnes nobres, já que André também fez curso em Buenos Aires. E, no geral, ele usa as técnicas francesas, como me explicou.

A ideia de André para o futuro é deixar o cardápio ainda mais sofisticado e com pratos que não se encontra com facilidade em Brotas. E, sempre, tudo comandado por ele. “Gosto de sair da cozinha e falar com meus clientes, oferecer o vinho ou outra bebida que combine com o prato, gosto desse contato”, explicou o chef.

E o preço? Achamos que os valores são bem acessíveis pela qualidade da comida. Meu prato, por exemplo, foi R$ 45. Outros pratos do cardápio têm valores semelhantes, o mais caro é o “Risoto de frutos do mar” por R$ 60.  Pelo menos em São Paulo, onde vivo, os restaurantes com esse tipo de comida, e com um chef formado pela Cordon Bleu, cobram um valor muito maior por pratos similares.

Para completar, André também abriu uma “costelaria” no centro de Brotas. O bistrô fica no bairro Patrimônio, a uns 20 minutos de carro do centro da cidade. Na “costelaria”, o cliente pode escolher pagar R$ 34,90 e comer a costela com cinco acompanhamentos ou R$ 49,90 e comer costela com dez acompanhamentos à vontade.

Depois dessa experiência, só posso dizer que em um destino onde a estrela é a aventura, a gastronomia roubou a cena com o chef André. Agora, quando penso em voltar à cidade, já coloco o Restaurante e Bistrô Casa de la Sierra como prioridade na programação.

Testado e aprovadíssimo

Serviço

Restaurante e Bistrô Casa de la Sierra

Av. Anacleto Martinelli, 35 – Patrimônio- Brotas-SP

Site: www.casadelasierra.com.br/

Funcionamento: quinta a domingo, sendo almoço (costela) das 12h00 às 15h00 e jantar (bistrô) das 20h00 às 23h00

Costelaria Casa de la Sierra

Praça Benedito Calixto, 141

Funcionamento: terça a domingo das 11h30 às 15h00 para almoço e de quarta a domingo das 19h00 às 23h00 para o jantar

Brotas Bar – para todos os gostos e momentos

Bem no centro da cidade, o Brotas Bar é aquele lugar que tem de tudo um pouco. Dá para ir tomar uma cerveja e comer petiscos com os amigos, ter um jantar romântico ou até em família, tem opções para todos. O cardápio é bem extenso e elaborado.

A primeira coisa que surpreende no Brotas Bar é o prédio em que está instalado, um casarão de mais de cem anos. Atualmente, são dois andares bem decorados que guarda a beleza da antiga construção. Há batentes e portas originais restaurados, assim como uma parede. No primeiro andar, parte do piso é do prédio original. Um charme.

O Brotas Bar fica em um casarão no centro da cidade

Para completar, a decoração do Brotas Bar é toda baseada na natureza da cidade e seus esportes de aventura. No segundo andar, por exemplo, as luminárias são capacetes de rafting. E, por falar em rafting, há uma ala todo dedicada à equipe da cidade, a Bozó D´Água, que já ganhou até campeonato mundial. O teto é ondulado, represente as ondas do Rio Jacaré Pepira e, no fundo, tem um bote transformado em mesa! As crianças não foram esquecidas, tem o Kid´s Club, um espaço para que os pequenos se divirtam.

Mas vamos falar do que interessa? Sim, a comida. Comemos até não conseguirmos mais. Exageramos. Para começar, pedimos as seguintes entradas: “Coxinhas de frango com catupiry” (R$ 35,80) e “Bolinho de queijo coalho com pimenta dedo de moça e mel de engenho” (R$ 35,80). Para podermos experimentar os dois, a casa nos ofereceu meia porção de cada, porque é muito grande. A coxinha é deliciosa, eu amo o salgado, sou bem crítica, mas posso dizer que é uma das melhores que já comi. O bolinho de queijo coalho também estava gostoso.

Pedimos metade de duas entradas para provarmos mais coisas

Para pedir o prato principal foi bem difícil escolher. Havia diversas opções boas, até pizza servem lá. Rodrigo optou por um prato bem famoso da casa, o “Prime rib de Angus com batata rústica e perfume de alecrim” (R$ 114). A carne vem acompanhada de batatas e arroz, quem quiser dividir pode pedir mais guarnições e é feito um acréscimo de R$ 21,80. O prato estava perfeito, a carne era muito suculenta e de boa qualidade, eu provei. Se eu não fosse gulosa, daria para termos dividido, só que eu não gosto de dividir o prato, então Rodrigo pediu só para ele.

Eu não resisti e comi hambúrguer, que amo. Pedi o “Brotas Burguer de Picanha” (R$ 48,60). É um prato desenvolvido para o festival Brotas Gourmet e acabou ficando no cardápio. O hambúrguer artesanal de picanha tem 180 gramas e é coberto com queijo derretido e pepino caipira servido em uma chapa de ferro. Acompanha batatas rústicas salpicadas com alecrim, crispy de bacon, cebola e duo de molhos (barbecue e secreto da casa). Outra delícia e enorme! Fiquei bem satisfeita e adorei a ideia de servir na chapa de ferro e ir colocando os acompanhamentos dentro do sanduíche, como os molhos e o crispy, de acordo com nossa vontade.

Prime rib

O Brotas Burguer de Picanha

Não podíamos sair sem provar as sobremesas para contar aqui no blog. Um dos meus doces favoritos é petit gateau (sou muito previsível) e o do Brotas Bar é acompanhado por sorvete Diletto, outra paixão minha, custa R$ 21,40. Estava perfeito, não passou do ponto. Rodrigo foi de “Queijadinha Brulée” (R$19,40), que vem acompanhada de sorvete de creme, e aprovou.

Comemos tanto que nem conseguimos aproveitar os drinques famosos que o Brotas Bar tem, como a caipirinha de banana. Ficamos só no chope mesmo. Quem quiser também pode dar uma passadinha no Empório Brotas Bar e levar umas delícias para casa ou tomar um capuccino. Nós nem conseguíamos pensar em comprar alguma coisa quando saímos de lá, depois de toda essa orgia alimentar, era preciso só um sal de frutas mesmo.

Horários do Empório Brotas Bar

Petit gateau

Queijadinha Brulée

Serviço

Brotas Bar

Av. Mário Pinotti, 267

Site: www.brotasbar.com.br

Funcionamento: segunda a quinta das 18h00 às 22h30 / sexta e véspera de feriado das 18h00 às 23h30 e de 26 de dezembro a 15 de janeiro e em julho abre também no almoço / sábado e feriados das 12h00 às 23h30 / domingo das 12h00 às 22h30

Restaurante Mirante da Cuesta – comida da fazenda

O Recanto das Cachoeiras é um dos lugares mais bonitos de Brotas, a vista de lá é linda. Os clientes podem escolher passar o dia no local fazendo as diversas atividades disponíveis (veja vídeo aqui) ou dar uma passadinha para almoçar. Tem um buffet de comidinha bem caseira, uma seleção de pratos típicos da cozinha caipira e tropeira, comandado pelo chef André Braga, do Senac de Águas de São Pedro.

Almoçamos lá em um sábado de sol, sentados na área externa, vendo as montanhas do lugar. Toda comida é preparada no fogão a lenha. Tinha bastante opção de salada e pratos quentes. Havia feijoada, mandioca frita (que eu amo), ovo frito, frango, carne acebolada, couve e mais umas coisinhas. Quase tudo que se come por lá é cultivado ou criado na fazenda do proprietário do Recanto das Cachoeiras, é comida de interior e de boa qualidade mesmo, sem uso de agrotóxicos.

A vista

Saladas e sobremesas

Pratos quentes

Nesses lugares, que eu sei que é tudo fresquinho e artesanal, gosto de comer doce de leite e goiabada. No Mirante da Cuesta não me decepcionei, peguei tudo isso e um queijinho branco e amei, bem caseiro, “com gosto de fazenda”. O buffet por pessoa custa R$ 50, para crianças de três a dez anos, o valor é de R$ 25.

Comida típica da fazenda e produtos frescos, um retrato do interior brasileiro

Serviço

Restaurante Mirante da Cuesta

Estrada do Patrimônio, s/n

Site: www.recantodascachoeirasbrotas.com.br/gastronomia/

Funcionamento: sábados, domingos e feriados das 12h00 às 15h00

Texto: Sylvia Barreto / Fotos: Rodrigo Barrionuevo

*Fomos aos restaurantes a convite

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s