Hotel romântico no Rio de Janeiro

Algumas vezes, me apaixono por um hotel. Uma das últimas vezes que isso aconteceu foi quando estive no Hotel Santa Teresa Rio MGallery by Sofitel. Localizado no icônico bairro de Santa Teresa, é um lugar tranquilo e acolhedor. É como um refúgio no Rio de Janeiro, como sair da cidade, mas estar a 15 minutos de sua agitação.

Meu único pesar foi estar sozinha e não com meu noivo. O no Hotel Santa Teresa Rio MGallery by Sofitel é extremamente romântico. Acho que tudo começa por estar instalado em uma antiga fazenda de café. A decoração segue uma linha mais rústica e tudo é de extremo bom gosto. A cama me abraçava, a vista do quarto era linda, eu ficava pensando que só o meu amor faltava ali. Aliás, o hotel já percebeu esse seu viés apaixonante e tem hospedagens especiais para dia da noite, noite de núpcias, lua de mel e até espaço para pequenos casamentos, os chamados mini wedding.

Me hospedei em quarto da categoria Superior

Loft Suíte – Crédito: Divulgação

O hotel preserva o estilo da antiga de fazenda cafeeira

Piscina, como não amar?
A área da piscina é incrível. Além de a decoração ter me agradado, ainda tem vista para o centro do Rio de Janeiro com o posto ao fundo. Na parede ao redor, azulejos originais retirados da casa. Para tomar sol, espreguiçadeiras de diferentes formatos e, ainda, tem uma área coberta com mesas para tomar alguma coisa. Ao lado da piscina, uma jacuzzi.

A piscina fica no jardim e ali também tem um bar. O local também é usado para expor obras de arte. Em todo o mundo, a rede MGallery, do grupo Accorhotels, é ligada à arte. Na única unidade brasileira não poderia ser diferente. O hotel tem o MGallery Art Project com exposições de diferentes artistas, transformando os jardins e outras áreas do hotel em uma verdadeira galeria de arte a céu aberto. Para essa temporada, o projeto tem novidade: uma parceria com o Jacarandá, uma plataforma de difusão da arte brasileira, e sua curadoria de obras de arte contemporânea para compor o ambiente arquitetônico do hotel. Todos os artistas são do bairro de Santa Teresa e, quando eu estava lá, tinha uma obra linda exposta, como podem ver na foto abaixo.

Nem só no jardim fica a arte, em todo o hotel há belas peças, muitas delas feitas para o local e , a maioria, obra de artistas e artesãos de Santa Teresa mesmo. No meu quarto havia peças lindas em madeira.

Área de descanso

Jardim com obra de arte

Jacuzzi

Quartos

O hotel tem 44 acomodações divididas em seis categorias, são elas: Superior, Deluxe com Varanda, Junior Suíte, Master Suíte, Loft Suíte e Royal Suíte. O meu era da categoria mais simples, a Superior, e já amei. Estilo colonial, como a casa original do século 19. As janelas grandes voltadas para o jardim me conquistaram, a vista era linda, parecia que eu estava em um sítio e, durante o dia, entrava muita luz do sol.

Os móveis do quarto e a maioria das peças de decoração são de madeira. Achei o banheiro bastante espaçoso com uma ducha bem forte e quentinha, do jeito que eu gosto. Para completar, amenities L´Occitane e um roupão confortável.

Banheiro do meu quarto

Amenities

No armário

Coisas que eu prezo muito em um quarto: cama e internet. A cama porque é nela que passo a maior parte do tempo que estou no quarto e internet porque sempre estou trabalhando, mesmo que seja só postando no Instagram, hotel com internet ruim no quarto me deixa bem estressada. Também nesses quesitos o MGallery me deixou satisfeita. A cama é enorme e confortável e a internet funciona muito bem. Pode passar noite de núpcias e lua de mel ali que não vai se arrepender.

Também aproveitei minha estadia para conhecer outros tipos de acomodação do hotel, a Loft Suíte e a Royal Suíte. As duas são um sonho. A Loft Suíte tem 70 m² e o estilo é o mesmo de todo o hotel. Porém, comparando com o meu quarto, ela tem muitos adicionais, a cama tem um design que me agradou muito, tem varanda (pelo menos a que eu visitei, sala e banheira. Já a Royal Suíte tem 160 m², varanda com espreguiçadeira, um piano e banheira com vista para o Cristo Redentor. É um escândalo, ambas são incríveis para dia da noiva, núpcias e lua de mel.

Royal Suíte – Crédito: Tadeu Brunelli

Uns bons drinques

No século passado, havia uma pensão no local que hoje ficar o Hotel Santa Teresa Rio MGallery by Sofitel. Como o bairro é alto e um pouco afastado dos locais mais agitados da orla e do centro da cidade, muitas pessoas que terminavam um casamento acabavam se hospedando no local para ficar um pouco longe da sociedade. Acabou que o lugar ficou conhecido como “Pensão dos Descasados”. Por isso, existe o Bar dos Descasados em homenagem ao passado da propriedade.

O bar também vale uma ida mesmo que não se hospede no hotel. A vista é linda, tem uma varanda panorâmica com vista para o pôr do sol. A decoração é uma surpresa, tons de vermelho, madeira e uma atmosfera bem intimista. A carta de drinques é bem completa e ainda tem pratos rápidos do chef Mateu. Precisa de mais alguma razão para ir? Nas tardes de domingo tem jazz ao vivo.

Bar dos Descasados

Restaurante Térèze

Faça um favor a si mesmo e vá ao Restaurante Térèze. Mesmo que não fiquei hospedado no Hotel Santa Teresa Rio MGallery by Sofitel, vá até o restaurante almoçar ou jantar. Quem for hóspede então, melhor ainda, já começa o dia com um café da manhã dos sonhos. Eu já adoro o café da manhã do Ibis, imagina do MGallery.

O Restaurante Térèze prioriza ingredientes brasileiros e, de preferência, de fornecedores da região. Na minha primeira tarde no hotel, o chef Esteban Mateu, responsável pelo restaurante, me falou que no café da manhã havia poucos itens, mas todos de muita qualidade. Quando acordei no dia seguinte, esperava algo bem simples e fique surpresa. Claro que não podemos comparar o tamanho com um buffet de hotel de 300 quartos, mas a oferta de pratos do café da manhã é bem grande e variada.

Chef Esteban Mateu – Crédito: Divulgação

Há um buffet com frutas, bolos, frios (incluindo queijos brasileiros deliciosos), cereais, iogurtes, sucos naturais, água de coco, espumante e alguns pratos quentes. Além disso, levam uma cestinha de pães frescos na mesa e tem um cardápio com vários itens e o hóspede pode escolher aquilo que quiser sem custo adicional. Só a cestinha de pães já é maravilhosa, os meus preferidos dela foram o croissant salgado, o croissant com gostas de chocolate e o pão de queijo.

O cardápio do café da manhã também tem itens imperdíveis. O mais cobiçado deles são os Ovos Santa Tereza. Quando o garçom me falou como era esse ovo, “torci o nariz”. Trata-se de um ovo poché em cima de uma torrada e cebolas caramelizadas coberto por uma calda de rapadura e pó de café. Pensei que era uma mistura que jamais daria certo. Quando comi, fiquei maravilhada, deve ser o melhor ovo que comi na vida. No dia seguinte, repeti a dose.

Ovo Térèze

Os pães são levados quentinhos na mesa no café da manhã

 

Não bastasse a comida ser boa, todo o ambiente do Térèze é lindo, uma mistura de móveis rústico com toques mais modernos e obras de arte. Os janelões mostram o bairro de Santa Teresa. E, se você não for hóspede, aproveite para se deliciar com essa vista e o cardápio enxuto, mas muito completo, idealizado pelo chef Mateu. Conheci o profissional antes de provar qualquer pedaço da sua comida. Cheguei ao hotel depois do almoço e fui entrevistá-lo.

Mateu é uruguaio. Sua história de vida está completamente ligada ao seu amor pela cozinha. Aos 22 anos, ele decidiu deixar sua profissão de carpinteiro de lado e se aventurar no mundo na gastronomia. Conseguiu, com bastante trabalho, fazer um curso de gastronomia em Montevidéu e, depois, foi completar sua formação na Escuela de Hostelería y Turismo de Valencia, Espanha. Depois disso, ele não parou, trabalhou no Chile, México, Brasil, estudou mais um pouco na Itália, trabalhou mais ainda em Dublin e, por fim, voltou ao Brasil, precisamente no Rio de Janeiro para comandar alguns restaurantes de hotel. Mas foi só no fim de 2017 que o MGallery o contratou.

O Térèze costumava ser um restaurante com cardápio inteiramente francês. Porém, era um desejo da administração introduzir a culinária local em seu menu. Desde a entrada de Mateu, uma verdadeira revolução foi feita. Ficaram pouco pratos do cardápio anterior, os ingredientes brasileiros foram valorizados. “A ideia é servir uma comida simples, fresca e feita com produtos locais”, contou o chef.

Com a entrada de Mateu, até os fornecedores mudaram, passou-se a usar alguns pequenos produtores e os acompanhamentos de alguns pratos do cardápio mudam conforme o abastecimento da semana. Por exemplo, o Polvo (R$ 48), uma entrada, vem acompanhado de creme de castanha e tomate, cracker de arroz e tinta e pancs, que são plantas alimentícias não convencionais, as quais podem mudar de acordo com o abastecimento.

Pães Térèze

Pamonha crocante

Ambiente rústico e moderno

O cardápio é bem enxuto, são seis entradas, oito pratos principais e cinco sobremesas. Os preços também foram reestruturados. De acordo com o chef, era preciso ter valores dentro da realidade do país. E, sinceramente, tem prato principal no local que custa quase o mesmo que uma entrada do Outback, que eu adoro, mas que sabemos que não é alta gastronomia.
Comecei pela cestinha de pães Térèze, que podem mudar, mas sempre são servidos com manteiga, flor de sal e azeite. No dia que jantei por lá, o pão era rústico e a manteiga era feita com maracujá.

Amei. O valor é de R$ 15 por pessoa. Tenho parte da família mineira, então quando vi no cardápio a “pamonha crocante com tomate, raízes, azedinha e alho assado” (R$ 36, não resisti. Ela é um pouco doce, mas o fato de ser crocante me conquistou. Sem falar que pamonha é algo que amo, difícil de encontrar e bem brasileira.

Pães Térèze

Pamonha crocante

Para prato principal, acabei provando dois para poder contar para vocês. Não como a maioria dos peixes e frutos do mar, o que já reduziu um pouco o cardápio para mim, mas pedi duas carnes: “costela com risoto de feijão fradinho, timo e farofa de urtiga” (R$ 61) e “bife ancho com repolho roxo, lardo, homus de cenoura, tempurá de mil folhas e molho especiarias” (R$ 80). Que experiência, meus amigos! Costela não é uma carne que me agrada muito, mas a do Térèze, cozida por horas, me conquistou. Confesso que a pedi por conta do risoto de feijão fradinho, uma releitura do baião-de-dois, não podia perder a chance de comer um risoto de feijão, que outro lugar do mundo tem isso? Incrível. O bife ancho é aquela carne maravilhosa que todo mundo aprecia, mas precisa ser bem conservada e bem feita. Pois estava perfeita. O homus de cenoura foi uma agradável surpresa e a farofa uma delícia.

Costela

E vocês acham que depois disso tudo eu dispensei sobremesa, claro que não. Pedi para o chef fazer uma em tamanho normal e me dar só um pedacinho de outra para que eu pudesse provar. Vamos lá, a primeira foi “Cacau, cupuaçu e avelã” (R$ 33) composta por cremoso de cacau, creme de cupuaçu e aerado de avelã. Falando assim, eu nem tinha ideia de como seria. O cremoso de cacau e o aerado de avelã são um pouco parecidos com mousse, mas melhor. São vários sabores que amo juntos. Provei, ainda, o “Aipim e doce de leite” (R$ 31), que é um bolo de aipim com doce de leite, cumaru e maracujá, incrível. Se eu tivesse que escolher só uma, óbvio que iria na qual leva cacau porque sou chocólatra.

Cacau, cupuaçu e avelã

Não bastassem todas as comidas maravilhosas, a louça é de enlouquecer. Os pratos foram feitos por artesãs do bairro especialmente para essa nova fase do Térèze. Quer casar no hotel, as refeições são servidas ali e você e seus convidados nunca mais vão comer em louças iguais, apenas se voltar no Térèze, algo que eu torço para que aconteça em breve comigo.

Serviço

Site: www.santateresahotelrio.com

Texto e fotos: Sylvia Barreto
*Viajei a convite da Accorhotels

Resolva sua viagem com o Viajar é Simples

Hotéis no Rio de Janeiro, clique aqui!

Seguro viagem – compre aqui!

Aluguel de carro? Pesquise e reserve aqui!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s