Roupas para viagens de extremo calor ou frio além do manequim 44

Desde que comecei a escrever sobre dicas para gordinhos viajantes, muitas meninas estão me perguntando como faço para comprar roupas de frio, mas muito frio, nas viagens. Se já é difícil encontrar roupa comum para quem usa manequim superior ao 44, imagina roupas para enfrentar temperaturas abaixo de zero e até mesmo esquiar?

Sendo assim, decidi escrever sobre as roupas que eu uso nas viagens nas quais a temperatura está baixa e também no verão, já que o nosso vem chegando. Em verão vou focar em roupa de banho mesmo, eu sou gorda e, apesar de alguns torcerem o nariz, eu uso biquíni sim.

CVC 250x250-carnaval_2016

 

Viajando no verão

Passei muitos anos tentando esconder meu quadril e usando shorts na praia quando eu tinha vergonha do meu corpo. Hoje em dia, que percebi que minhas curvas são lindas, eu não uso maiô para tomar sol. Só entro em maiô na praia se for um dia nublado, para ficar chique, para me divertir em dias de temperaturas mais altas só biquíni com a barriga aparecendo sim, detesto ficar com ela branca e o resto do corpo bronzeado.

A marca do meu coração para biquínis é a Cachopa Brasil. A modelagem é ótima, as peças não ficam caindo e ainda tem minha paixão: calcinha de amarrar. Quase nenhum marca de gorda faz calcinha de lacinho. Eu amo porque consigo controlar o quanto o biquíni vai me apertar e a banha não fica pulando porque a peça está apertada.

Dificuldade: achar calcinha de biquíni de amarrar nas laterais, como essa da foto

Dificuldade: achar calcinha de biquíni de amarrar nas laterais, como essa da foto

Apesar de gostar das calcinhas de amarrar, também me sinto bem com calcinhas da Cachopa inteiras e com as laterais mais grossas, são bem confortáveis. Como são maiores, para não ficar com marca grande no bumbum, alterno com os biquínis menores. Na parte de cima, prefiro tomara-que-caia ou algum com bojo. O legal da marca é que o tomara-que-caia vem com uma alça que pode ser retirada. Para tomar sol, eu deixo sem ela, mas às vezes, quando vou andar ou fazer algum passeio, coloco de volta.

Uma coisa que todas as marcas, seja de magra ou de gorda deveria fazer é vender as peças separadamente, e não apenas o conjunto com calcinha e sutiã juntos. Pois a Cachopa vende separados. Eu tenho a parte do busto um número menor do que quadril, por isso, sempre foi difícil, mesmo quando magra, acertar no biquíni, então isso facilita muito a vida.

Peças avulsas

Peças avulsas

Calcinha do biquíni bem estrutura e confortável

Calcinha do biquíni bem estrutura e confortável

A Cachopa tem também maiôs e saídas de praia, mas não tenho nenhum deles. Para comprar, precisa ir à loja da marca em São Bernardo (SP) ou entrar no site. Se puder, recomendo visitar a loja física mesmo, é mais completa. Site: http://www.cachopabrasil.com.br/

E, claro, quando vai para praia você não usa só roupa de banho, mas também peças para sair à noite ou mesmo fazer um passeio. Como modelo plus size (é, minha segunda profissão) fotografei muitos anos para a Kaue Plus Size. Ela tem roupas para homens e mulheres dos tamanhos 46 até o 60. Para mim, é a marca mais completa do país de tamanhos grandes. Tem vestidinhos, shorts, bermudas, regatinhas, blusas, uma delícia. Os preços são relativamente justos, tem outras marcas plus size por aí que qualquer vestido vagabundo custa R$ 300. Na Kauê, com uns R$ 150 você compra um vestido legal. Eu gosto muito, além dos curtinhos, de usar os longos no verão, ficam chiques e são fresquinhos. Meu namorado, que usa tamanho 52, também consegue encontrar roupas lá. A marca também tem trabalhado com biquínis, maiôs e saídas de praia, mas nunca usei. A Kaue tem 11 lojas espalhas por São Paulo e arredores e uma loja virtual incrível.

Site: http://www.kaueplussize.com.br/

De Kauê por Paraty

De Kauê por Paraty

sylviaerodrigo02

Em campanha de moda, Rodrigo e eu de Kauê – Crédito: Katia Ricomini

Outra loja virtual que eu tenho gostado é a Posthaus. Ela é do sul e reúne diversas marcas, dentre as quais, a Marguerite, a Wee, a Quintess, a Cobertura, a BGO, a Lunender Mais Mulher e a Moda Pop. As minhas preferidas são Marguerite e Quintess, sendo que já fotografei uma coleção para Marguerite. Todas as marcas têm vestidinhos, shorts, vestidos longos, diversas blusas, shorts e saias. A melhor, para mim, é a Quintess. Para peças da Marguerite é preciso um pouco de cuidado para comprar, algumas são bonitas, mas o tecido nem tão confortável, mas no site sempre tem a composição da peça. E os preços? Lindos! Tem peças a partir de R$ 25.

Site: www.posthaus.com.br

Olha eu aí modelando de Marguerite, da Posthaus

Olha eu aí modelando de Marguerite, da Posthaus

 

Enfrentando a neve e afins

Do mesmo jeito que não é fácil encontrar a roupa adequada para usar na praia quando seu manequim é maior que o 44, também é complicado encontrar algo para usar em locais muito frios, como segunda pele térmica ou roupas para esquiar.

Este ano, precisei de muitas roupas de frio. Fui para o Deserto do Atacama e, pasmem, no destino faz muito frio de madrugada. No meu roteiro pedia roupa de esqui para ir a um dos passeios para o qual sairia às 5 da matina. Eis que encontrei tudo que precisava na Decathlon. Eu já tinha uma blusa corta-vento que meu namorado me deu tamanho XXG, essa aqui ó: http://www.decathlon.com.br/montanha—aventura/aventura-mulher/impermeaveis—camada-3-38159/jaqueta-impermeavel-feminina-a_163171?skuId=1821308

Em Seattle com a blusa Decatlhon

Em Seattle com a blusa Decatlhon

Além dela, levei blusa térmica, que aquece o corpo, calça do mesmo estilo e a calça de esqui. Todas elas em tamanhos grandes encontradas nas lojas físicas ou no site da Decathlon. Minha calça de esqui também é da loja, porém, peguei uma 46 masculina, que é um pouco maior.

Rodrigo e eu na geleira Mendenhal, Alasca. Minha roupa é toda Decathlon, incluindo a calça de esqui

Rodrigo e eu na geleira Mendenhal, Alasca. Minha roupa é toda Decathlon, incluindo a calça de esqui

Eis que não usei a calça de esqui no Deserto porque o passeio que precisava dela foi cancelado. Porém, usei meses depois no Alasca quando subi em uma geleira. Também foi muito útil minha bota de neve da Decatlhon, usei em várias oportunidades, inclusive em um roteiro, o Cruce Andino, entre Chile e Argentina que tinha bastante neve.

Jaqueta e bota de neve, usei muito no Cruce Andino

Jaqueta e botas de neve, usei muito no Cruce Andino

Site: www.decathlon.com.br

Seja para o frio extremo ou calor, agora já sei onde encontrar peças que me sirvam. Espero que ajude!

Sylvia Barreto

Skyscanner_NYC

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s