Mendoza: passeio de 4×4 pela Cordilheira dos Andes

Vista da Pré-Cordilheira

Vista da Pré-Cordilheira

Em julho (2015) a Gol começou a voar para Mendoza e fui no voo inaugural. A cidade argentina é capital do Estado de mesmo nome. Eu conheci o destino em 2013 e, como podem ver aqui, já havia escrito sobre o local. Desta vez, fiz passeios diferentes e conto sobre um deles, o Alta Montaña.

Em um domingo, logo às 07h30 da manhã, o caminhão adaptado para grupos da agência Huentata me pegou no hotel. É um veículo bem novo e acomoda umas 30 pessoas. O roteiro era Pré-Cordilheira e Cordilheira dos Andes. O Alta Montaña começa cedo e termina tarde, lá pelas 21h00, portanto, prepare-se para passar o dia fora e quando chegar só querer sua cama.

Amanhece na estrada

Amanhece na estrada

O visual do dia inteiro é incrível. Começamos pela Pré-Cordilheira fazendo a Ruta del Año. Ela recebeu esse nome por ter 365 curvas. É nela que fica a Reserva Natural Villavicencio. Você, com certeza, irá comprar uma garrafinha dessa água quando estiver em Mendoza. Na reserva está a sede da empresa e o hotel de mesmo nome. Por ali quase não chove, quase todo líquido usado pela população vem do degelo das montanhas nevadas nos meses mais quentes.

Por grande parte da Ruta del Año é possível ver o hotel de Villavicencio. Aliás, o caminhão é preparado para que os passageiros subam no teto e fiquem lá chacoalhando pela Cordilheira e, claro, apreciando a vista linda. Eu subi por um trecho e amei cada momento, mas era um pouco difícil tirar fotos e me equilibrar. O caminho, além de ter a paisagem linda, é cheio de guanacos. Esses animais parecidos com as lhamas estão por toda parte, encontrei vários deles.

O caminhão da Huentata

O caminhão da Huentata

Mendoza (3)

Primeira parada da excursão: Parador

Primeira parada da excursão: Parador

As curvas são bem acentuadas e há algumas subidas e descidas que eu tinha certeza que o caminhão não conseguiria fazer, mas fez. Após essa rota, fomos para a estação de esqui de Penitentes, que fica a 182 quilômetros distância da cidade de Mendoza. Na ocasião, não nevava ainda no local, mas fazia muito frio, apesar do dia ensolarado. O veículo para cerca de meia hora por ali para quem quiser subir pelo teleférico. O passeio é pago separadamente (150 pesos argentinos). Eu não fui, não consegui enfrentar o frio.

Paisagens pela Ruta del Año

Paisagens pela Ruta del Año

Mendoza (6) Mendoza (13)

A construção à esquerda da foto é o hotel Villavicencio

A construção à esquerda da foto é o hotel Villavicencio

Em cima do caminhão pelas curvas

Em cima do caminhão pelas curvas

Depois do passeio, paramos em um restaurante perto de Penitentes para almoço. O menu com prato bem servido e sobremesa custa 100 pesos e também não está incluso no valor do tour Alta Montaña.

Quando saí do almoço, senti algo no rosto e achei que chovia. Era neve! Apesar de já ter visto neve muitas vezes, nunca peguei uma nevasca, foi incrível. Seguimos em direção à fronteira de Brasil e Argentina, a neve começou a cobrir todo o caminho aos pés do Aconcagua. A rodovia fechou e não podíamos seguir adiante, só voltar para Mendoza. O caminhão parou um pouco para que todos pudessem ficar na neve e logo começamos o retorno.

Logo paramos na Puente del Inca. Além da linda ponte, ainda tem no local as ruínas de um spa e da ferrovia que funcionava por ali, com a neve, a paisagem ficou ainda mais bonita, misturando as cores das construções com o branco.

Guanaco na estrada

Guanaco na estrada

Passageiros subindo no caminhão

Passageiros subindo no caminhão

Mendoza (12)

Vista da Cordilheira

Vista da Cordilheira

Mendoza (15) Mendoza (16) Mendoza (17) Mendoza (18) Mendoza (19)

Meu prato do almoço

Meu prato do almoço

Quando a neve começou, bem tímida

Quando a neve começou, bem tímida

O cenário foi mudando

O cenário foi mudando

E, eum uns dez minutos, tudo ficou coberto de neve

E, eum uns dez minutos, tudo ficou coberto de neve

Puente del Inca

Puente del Inca

Puente del Inca

Puente del Inca

Até breve!

Até breve!

Informações: www.huentata.com.ar

Texto: Sylvia Barreto

Fotos: Katia Ricomini

*Viajamos após participar minha participação em sorteio de viagem durante coletiva de imprensa da Gol, no qual fui sorteada. O prêmio era para mim e um acompanhante (levei a Katia). Incluía passagens áreas, hospedagem e passeios.

sub_300x250

6 comentários sobre “Mendoza: passeio de 4×4 pela Cordilheira dos Andes

    • Oi, Madalena, o guia não falava português 100%, mas ele era bem solícito. Como havia muitos brasileiros, explicava tudo com calma. Minha amiga que não fala espanhol conseguiu entender bastante coisa. Abraços, Sylvia.

  1. Olá! Estou planejando ir a Mendoza na primeira quinzena de maio. Na verdade gostaria de ir para Santiago e cruzar os Andes de ônibus. Estava um pouco preocupado com as nevascas que fecham as estradas, mas vi que em julho, quando você foi, ainda estava começando a nevar. Então você acha que em maio eu não teria problema para cruzar os Andes desde Santiago? Aproveito para parabenizar pelas postagens. Estão bem esclarecedoras e instigantes.

    • Oi, Christian. Fico feliz por ter gostado dos textos. Sobre a travessia, acho bem difícil em maio estar com nevasca, na região começa a nevar depois da segunda quinzena de junho. Nessa rota, o ponto mais crítico é na fronteira, tanto do lado argentino como chileno, às vezes fecha e ninguém mais passa. Eu já fiz o trajeto pela cordilheira em outra viagens (de Santiago para Portillo – que fica perto da fronteira – em meses como julho e agosto, por exemplo) e nunca peguei tempo tão ruim que fechasse as estradas, apesar de que isso acontece, mas em maio, muito difícil mesmo. Boa viagem 🙂

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s